Marcação de consultas: 08:00 às 12:00 | 13:30 às 17:00 horas

Odontologia e Medicina Assistencial

(31) 3449-8002 ou (31) 3449-8003

Medicina Ocupacional

(31) 3449-8040 ou (31) 3449-8041

Semana CANPAT Construção avalia os impactos imediatos da nova NR-18 no setor

A nova NR-18, aprovada por unanimidade pelas bancadas do governo, dos trabalhadores e dos empregadores, entrará em vigor no dia 3 de janeiro de 2022 e impactará profundamente a gestão de segurança do trabalho no setor da construção. O tema foi um dos destaques do primeiro painel do segundo dia da Semana CANPAT Construção 2021, nesta terça-feira (05/10), com a participação de representantes dos trabalhadores, dos empregadores e da fiscalização.

A Norma Regulamentadora nº 18 trata da Segurança e Saúde no Trabalho na Indústria da Construção. O painel foi coordenado pelo presidente do Sindicato dos Técnicos de Segurança no Trabalho no Estado da Paraíba (SINTEST-PB), Nivaldo Barbosa, e também tratou do Programa de Gerenciamento de Risco (PGR) e do Sistema de Proteção Individual Contra Quedas (SPIQ).

Ao comparar o atual texto da NR-18 e o que entrará em vigor no início do próximo ano, o auditor do Trabalho, Flávio Nunes, ressaltou que, apesar da redução significativa de itens na norma, de 40 para 17, não houve redução dos princípios de segurança do trabalho.

O texto vigente está baseado nos princípios da precaução e da prevenção na regulamentação de segurança no trabalho. Além desses, o novo texto também leva em consideração o princípio da primazia da realidade. “O texto atual diz como você deve fazer. O novo texto leva em consideração a verdade real, o que de fato está ocorrendo. A lógica do novo texto é projeto. Projetar soluções para os canteiros de obras”, frisou Nunes

Para o auditor, o novo texto exigirá mais maturidade profissional na sua implementação. “Embora a nova NR-18 ofereça mais liberdade, ela exige mais responsabilidade”, salienta, reforçando que o novo texto, por ser mais simples, menos burocrático e mais leve, vai permitir que as pequenas empresas incorporem a cultura de segurança e prevenção.

Salientou ainda que o Anexo I da nova NR-05, que trata da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) no setor da construção, também entrará em vigor no próximo ano.

PGR X PCMAT

A engenheira e coordenadora de Segurança do Trabalho do Seconci-MG, Andreia Darmstadter, sinalizou que percebe uma certa dificuldade na transição do Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção (PCMAT) para o Programa de Gerenciamento de Risco (PGR), que passa a ser obrigatório nos canteiros de obras.

Ressaltou que o PGR tem que ser elaborado por profissional legalmente habilitado em segurança e saúde no trabalho e implementado sob responsabilidade da organização.

Além de contemplar as exigências previstas na NR-01, deve conter, entre outros, o projeto da área de vivência do canteiro de obras e de eventual frente de trabalho, em conformidade com o item 18.5 desta NR, e projeto elétrico das instalações temporárias, ambos elaborados por profissional legalmente habilitado.

“Para quem vai começar uma obra em janeiro de 2022, já deve começar com o PGR”, alertou a coordenadora de Segurança do Trabalho.

Darmstadter alertou ainda que “o PCMAT existente das obras iniciadas até 31/12/2021 terá validade até o término da obra a que se refere, porém terá que possuir interface compatível para albergar os riscos das prestadoras de serviços (contratadas) e seus respectivos inventários de riscos”.

Já o vice-presidente da Feticon-SP e membro da CTPP, Robinson Lemos, tratou das exigências da NR-18 para o Sistema de Proteção Individual Contra Quedas (SPIQ). Destacou, entre outros, os sistemas projetados para a conexão do Equipamento de Proteção Individual (EPI) para trabalho em altura para: retenção de queda, restrição de movimentação, acesso por corda, sistemas passivos e composto por fixação (definitiva ou temporária), dispositivos de ancoragem e meios de captura (corda ou cabo de aço).

Robinson Lemos enfatizou a importância da capacitação dos trabalhadores. “Peço aos trabalhadores que participem das capacitações e dos treinamentos, cumpram os procedimentos operacionais e questionem as empresas, obras ou profissionais de SST quando o SPI não for completo”, disse, enfatizando que os trabalhadores também são importantes na gestão de segurança e saúde nas obras.

A Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes na Construção (CANPAT Construção), de iniciativa da CBIC, desde 2017, combina esforços com os principais atores da Segurança e Saúde no Trabalho: o Serviço Social da Indústria (SESI), os Serviços Sociais da Indústria da Construção (Seconcis) e a Inspeção do Trabalho (SIT).

Fruto dessa conjugação de esforços e com o apoio da Fundacentro foi produzido o Livreto da Nova NR-18, com informações objetivas e claras sobre as principais alterações introduzidas na norma. A publicação está disponível aqui, no site da CBIC. Assista o painel.

(Fonte: Agência CBIC)

Nosso site usa cookies e, portanto, coleta informações sobre sua visita para melhorar nosso site (por meio de análise). Por favor, consulte nossa página Política de privacidade para mais detalhes ou concorde clicando no botão 'Aceitar'.

Cookie configurações

Abaixo, você pode escolher quais tipos de cookies permitem neste site. Clique no botão "Salvar configurações de cookies" para aplicar sua escolha.

FuncionalNosso site usa cookies funcionais. Esses cookies são necessários para permitir que nosso site funcione.

AnalíticoNosso site usa cookies analíticos para permitir a análise de nosso site e a otimização para o propósito de a.o. a usabilidade.

Mídia SocialNosso site coloca cookies de mídia social para mostrar conteúdo de terceiros, como YouTube e FaceBook. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

PropagandaNosso site coloca cookies de publicidade para mostrar anúncios de terceiros com base em seus interesses. Esses cookies podem rastrear seus dados pessoais.

OutroNosso site coloca cookies de terceiros de outros serviços de terceiros que não são analíticos, mídia social ou publicidade.